Este é o mais novo espaço de nosso Arraial, buscando sempre semear novos conhecimento e esclarecimentos na divulgação da Doutrina dos Espíritos...

1 de set de 2012

O MÉDIUM E A OSCILAÇÃO DE HUMOR !!!


O médium costuma ter oscilação de humor?
Como saber se é  a mediunidade  que o está desequilibrando?
Mediunidade é doença?


Mediunidade é uma faculdade orgânica, inerente a todos os seres humanos, em graus diferentes de desenvolvimento, que permite a comunicação com os Espíritos. O médium é o intermediário que recebe e transmite as comunicações dos Espíritos.
Não é doença, nem privilégio, nem problema ou castigo , é uma ferramenta para auxílio, consolo e esclarecimento na Seara de Jesus. Por meio dos médiuns, os Espíritos vêm em nosso auxílio para nos trazer informações, consolo, orientações, colaborando em nossa reforma íntima. Também há aqueles que se usam dos médiuns para fazer o mal, prejudicar as pessoas, se vingar, obsidiar... O bem e o mal ainda coexistem em nosso Planeta, mas somos nós que fazemos as escolhas , se vamos atrair Espíritos que atuem para o bem ou o mal da humanidade, dependendo da nossa afinidade, que gera nossa sintonia.
O médium que não estuda sua mediunidade, não freqüenta uma Casa Espírita, não faz escola para médiuns , está mais predisposto a certas oscilações de humor e a uma série de outros sintomas comuns em desenvolvimento de mediunidade.
Não há como o médium controlar sua sensibilidade. Estando neste contexto, ele funciona como uma antena parabólica, que capta todas as energias que circundam-no, as boas e as ruins. Neste último caso, se não tiver educação mediúnica, pode se deixar envolver nestas energias e ficar mal humorado, incomodado, choroso , triste, depressivo, sem “motivo” aparente.  Na verdade, ele está captando os sentimentos de algum Espírito que está ligado a ele e por não saber como se desligar, repete os sentimentos que o Espírito lhe repassa. Muitas vezes, está bem e tranqüilo e de uma hora para outra, muda de comportamento: fica carrancudo, queixoso, até desagradável e no outro momento volta a sorrir... isto causa um certo choque nas pessoas ao seu redor, que julgarão esteja ele sofrendo de algum transtorno psiquiátrico...
Também há muitos sintomas físicos, como náuseas, enxaquecas, vômitos, dores de cabeça, de estômago, na nuca e tantos outros sintomas que não aparecem nos exames radiológicos, porque são apenas influenciação espiritual....aqui não estamos dizendo que estes sintomas sempre são de fundo mediúnico, em qualquer problema de saúde, em primeiro lugar deve se consultar um médico e caso nada seja constatado, buscar então uma avaliação espiritual em Casa Espírita séria.
Não é a mediunidade que desequilibra o médium, é o seu proceder inadequado que faz com que ela se torne um problema e não uma ferramenta de trabalho positiva.
Por isso existe a Casa Espírita, para dar este suporte ao médium, orientá-lo, esclarecê-lo, a fim de que eduque e controle sua mediunidade, para que ela seja uma benção em sua vida.
Compete ao médium estudar, treinar e disciplinar sua mediunidade, porque não deve dar manifestação mediúnica em NENHUM LUGAR, a não ser na Casa Espírita
Deve controlar sua mediunidade e não ser controlado por ela. Isto exige treino e não vai conseguir fazer isso sozinho, por isso deve ser humilde e buscar ajuda em local sério.
E acima de tudo isto, precisa se evangelizar, praticar os ensinamentos de Jesus, fazer sua reforma íntima, para que possa atrair, gerar sintonia com os Bons Espíritos, que vão atuar junto com ele semeando o amor e trazendo luz para todos.
Esta será a utilização da mediunidade para o bem, com Jesus!

Muita luzzzzzzzzzzz

 Luciane Ruis

7 comentários:

  1. Anônimo05:14

    Sim. O médium que não educa sua mediunidade funciona como um fantoche nas mão de Espíritos mal intencionados. São influenciáveis e, de acordo com seu estado emocional, se sintonizam com Espíritos que lhes aguçam o lado não bom, reforçando pensamentos de inveja, angústia, raiva, enfim, pensamentos que não lhe fazem bem. O médium que educa sua mediunidade está protegido, pois quando pensamentos menos edificantes lhe surgem à mente, ele entra em prece, pedindo controle, e renova seus pensamentos e atitudes. É o médium vigilante.
    Não devemos esquecer que todos somos médiuns e devemos ORAR E VIGIAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita colocação irmão querido.
      Agradecemos a participação.
      Deus contigo sempre.

      Excluir
  2. MUITO BOM TEXTO, EXCELENTE EXPLANAÇÃO,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficamos muito felizes que tenha apreciado o texto, irmã querida.
      Agradecemos a participação.
      Deus contigo sempre.

      Excluir
  3. Bárbara Zambelli15:10

    Preciosas informações para quem desperta para tal realidade. Grata pelo trabalho fecundo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecemos a participação, irmã querida.
      Deus contigo sempre.

      Excluir
  4. Anônimo15:28

    Tenho sofrido muito com as constantes mudanças de humor do meu marido devido sua mediunidade, ele é muito resistente em se evangelizar, e ele vê em mim uma válvula para descontar toda essa oscilação de temperamento. Ele foi durante muitos anos Umbandista. Já não sei mais como convencê-lo a buscar uma ajuda e sinto que nosso relacionamento pode acabar por isso.

    ResponderExcluir

O objetivo do blog é apresentar a mediunidade à luz da Doutrina Espírita.
Estabelecemos a gentileza e a cortesia como norma de tratamento entre todos, sempre respeitando a opinião do próximo, para que estejamos sempre em um padrão vibratório positivo, que atrairá a proteção dos Benfeitores Espirituais para nosso trabalho.